O Verdadeiro Sentido Da Páscoa: Entenda o que é | Carlos Veiga Jr.
400
post-template-default,single,single-post,postid-400,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,columns-4,qode-theme-ver-13.9,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive
sentido da pascoa

Redenção: o verdadeiro sentido da Páscoa

Afinal, qual é o verdadeiro sentido da Páscoa? A páscoa fala de ressurreição, e ressurgir é ressuscitar. A mensagem do Cristo Jesus é clara, todavia, parece que não foi bem entendida. Entenda neste post a verdadeira mensagem que Cristo nos traz com a Páscoa e a Ressurreição.

Ressuscitar é reaparecer, e sabemos que isto não se refere ao corpo, um corpo morto se desintegra porque não há mais a Consciência que mantinha seus átomos agregados, e nós somos a Consciência.

A mensagem do Cristo é de que não é possível matar um Filho de Deus, porque este não é um corpo, não é uma forma. Nós somos alma-espírito – sem forma e indestrutíveis – e o que não tem forma não pode ser destruído.

Qual é o verdadeiro sentido da Páscoa

Em “Um Curso Em Milagres” (UCEM), a Mente Crística afirma que o verdadeiro sentido da Páscoa é trazer paz e não dor. Não há nenhum valor em lamentar a crucificação, mas há um grande valor em celebrar a sua liberação.

Diz que um Cristo abatido não tem significado, mas o Cristo ressuscitado vem a ser o símbolo do perdão do Filho de Deus a si mesmo, (o perdão que cada um pode dar a si mesmo) o sinal de que nós nos consideramos curados e íntegros, lembrando que UCEM chama a todos os espíritos encarnados na Terra de Filhos de Deus, e não só a Jesus Cristo.

O Curso mostra que esta semana começa com ramos e termina com lírios. Este é um sinal branco e santo de que o Filho de Deus é inocente, e nos pede para que não deixemos que nenhum sinal escuro da crucificação intervenha entre a jornada e seu propósito.

Diz que esta é uma semana para celebrar a vida e não a morte. Diz que nós honramos a perfeita pureza do Filho de Deus e não os seus pecados.

Seja aquele que doa lírios

O Curso nos mostra que Deus pede para oferecer ao nosso irmão a dádiva dos lírios e não a coroa de espinhos, (o não julgamento do teu irmão). Oferecer a dádiva do amor e não a “dádiva” do medo. Afirma que estamos ao lado dos nossos irmãos com os lírios em uma das mãos e com os espinhos na outra, e que estamos incertos quanto ao que vamos dar.

O verdadeiro sentido da Páscoa é que nos juntemos à Mente Crística para jogar fora os espinhos e oferecer lírios. Diz textualmente: “Nesta páscoa eu quero ter a dádiva do teu perdão, oferecida a mim por ti e devolvida a ti por mim. Não podemos estar unidos na crucificação e na morte”.

Diz o Curso que uma semana é um tempo curto e no entanto essa semana santa é um símbolo de toda jornada empreendida pelo Filho de Deus. Afirma que quando ele começou (nós), a promessa da ressurreição e o signo da vitória já haviam sido dados a ele (nós).

Não deixes que seu irmão caia na tentação da crucificação (julgamento) e lá se atrase. Ajuda-o a caminhar em paz para além de tudo isso. Usando a luz da sua própria inocência e ilumine o seu caminho para a redenção e a liberação.

Não o atrase com espinhos e cravos quando sua redenção está tão próxima, mas deixe que a brancura da tua brilhante dádiva de lírios o adiante no caminho para a ressurreição.

Tempo de salvação

O verdadeiro sentido da Páscoa, portanto, não é a celebração do “custo” do pecado, mas do seu fim. Se formos capazes de ver a face Crística por trás do véu, contemplaremos a face dos nossos irmãos e reconheceremos.

“Eu era um forasteiro e me recolheste sem saber quem era eu. Entretanto pela tua dádiva de lírios, tu saberás. No teu perdão a esse forasteiro, estranho para ti e no entanto teu amigo antigo, está a sua redenção e a sua liberação junto com ele.”

O tempo da páscoa é um tempo de alegria e não de luto. Olha para o teu amigo ressuscitado e celebra a sua santidade junto contigo. A Páscoa é o tempo da tua salvação junto com a minha.

“Em teu irmão tu te salvas, em teu irmão tu te perdes, escolha”

Compartilhe conosco qual o intenso e verdadeiro sentido da Páscoa para você, deixe um comentário!

Em caso de dúvidas, entre em contato!

Sem Comentários

Postar Comentário