As 4 emoções básicas que dirigem sua vida - Carlos Veiga JR.
103
post-template-default,single,single-post,postid-103,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,columns-4,qode-theme-ver-13.9,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive
inteligência emocional

As 4 emoções básicas que dirigem sua vida

Descubra quais são as 4 emoções básicas que dirigem sua vida

Muitas vezes não somos conscientes da importância que têm as emoções básicas em nossas vidas, tendendo a classificá-las como negativas ou positivas sem nos dar conta de que muitas das que consideramos negativas salvaram a vida dos nossos antepassados. Vamos parar para explicar o sentido biológico das 4 emoções básicas:

MEDO: é o responsável por nos fazer fugir de forma automática em situações de perigo. Nossos antepassados enfrentaram no passado perigos nos quais era complicado sair ganhando. Ao exteriorizar esta emoção comunicamos rapidamente aos nossos semelhantes do dito perigo e por sua vez, conseguimos sair sãos e salvos de uma situação difícil a qual preferimos não enfrentar. Isto explica em muitos casos o medo automático ao nos aproximar de um leão, uma serpente, ou em outros casos de uma pessoa que consideramos mais forte que nós.

ASCO: nos afasta de todo sabor ou cheiro desagradável, para não ingerir um alimento tóxico ou perigoso para nossa saúde.
Graças ao sentimento de repugnância a alguns cheiros e alimentos, gozamos de uma saúde favorável e nos rodeamos de um entorno agradável. Se não fosse por esta emoção poderíamos nos intoxicar muito facilmente, e aceitaríamos situações sem ter em conta um possível prejuízo ao nosso bem estar.

RAIVA: Aparece quando nos sentimos atacados por alguém. Fazemos uso dela para defender nossos valores, nos fazer respeitar, ou para enfrentar a possíveis perigos. Se não fosse pela raiva nossa auto-estima estaria totalmente desprotegida, e nunca enfrentaríamos a nenhum ataque externo que representasse perigo para nossa vida.
Assim, esta é outra emoção básica que nos permitiu e permite sobreviver como espécie até os dias de hoje.

TRISTEZA: permite reorganizar a vida e superar os eventos traumáticos. Depois de um acontecimento que nos tenha afetado emocionalmente começamos um processo de mudança interior no qual nos recolhemos e preferimos estar sós para que possamos nos reinventar e sair mais fortes da situação do que quando entramos nela.

A maioria das pessoas que fez mudanças importantes na vida, o fizeram depois de superar um evento traumático ou uma depressão. Portanto é uma emoção fundamental para a transformação pessoal.

Definitivamente, as emoções estão aí porque tem um sentido biológico. Ser inteligentes emocionalmente e fazer uma boa administração das emoções é muito importante para ter êxito em nossas vidas.

Sempre que tenhamos um conflito é vital não guardá-lo em nosso inconsciente.

O que deveríamos fazer é falar, comunicar nossas emoções e como estamos nos sentindo neste momento para tratar de melhorar as relações com nós mesmos e com os demais. Se ao contrário, nos reprimimos quando recebemos um choque emocional importante, nosso inconsciente biológico irá reagir e normalmente irá desencadear um sintoma físico ou uma desarmonia em nossas vidas.

Tudo que se reprime, se imprime. Tudo que se cala se transforma em sintoma físico. Toda emoção que não é expressada se converte inconscientemente em um doloroso futuro que chamaremos de destino.

Sem Comentários

Postar Comentário