Como prevenir doenças? Você está atraindo o que teme. - Carlos Veiga JR.
347
post-template-default,single,single-post,postid-347,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,columns-4,qode-theme-ver-13.9,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive
como prevenir doenças

Como prevenir doenças? Você está atraindo o que teme.

Como prevenir doenças? Você está atraindo o que teme.

Muitas pessoas querem saber como prevenir doenças. Para começar, nem deveríamos sequer falar em prevenir doenças… Por quê?

O significado do verbo prevenir é “tomar precauções ou medidas antecipadas para evitar um dano, risco ou perigo”. Isto quer dizer que, se me disponho a prevenir um câncer ou outra doença qualquer, dou por fato que este câncer é possível ou provável.

Desta forma, a mensagem que dou ao meu inconsciente é de que tenho medo da doença. Sabemos através da física quântica que reforçamos qualquer coisa em que colocamos nossa atenção, não importando se é o que desejo, ou o que não desejo. Nosso cérebro, assim como o campo quântico, não conhece negação/exclusão, trabalha exclusivamente com afirmação/inclusão.

Como prevenir doenças: Atraímos aquilo que tememos.

Quando falamos de prevenir doenças, precisamos nos atentar para esta, que é uma Lei Universal!

Prevenir algo é convidar o que tememos para entrar em nossa vida. É um convite baseado no poder da atração, que funciona pelo princípio da ressonância. Para ser mais específico em termos quânticos, a ação do observador precipita a função de onda e materializa a experiência no mundo material. É assim que funciona no mundo das partículas pequenas, das quais todos nós somos feitos. Por mais que nos vejamos como um corpo, somos átomos inegavelmente.

Na natureza, há apenas dois estados vibratórios de acordo com a frequência que enviamos ao campo quântico: amor e medo.

Podemos aprender a basear nossa vida no amor, desaprendendo as velhas crenças e definições que temos baseadas no medo. Tais crenças e definições são como pesadas malas que carregamos. Por mais complicado que seja isto, em meio ao mundo caótico e violento que nos apresentam os meios de comunicação, principalmente a TV, é possível ver o positivo em qualquer circunstância.

Não há nada a temer! A vida nos tem e nos sustenta, a todos, sempre sustentou. A fé e as crenças podem nos ajudar, mas também podem nos prejudicar. Depende de onde as depositamos.

Somos parte da vida. Somos uma das formas de vida expressa em forma biológica. Podemos vivê-la e desfrutá-la, mantendo nossa atenção naquilo que queremos, e não no que não queremos.

Se livrando do medo

Para você saber como prevenir doenças, precisa entender que a maior parte do medo que sentimos vem de situações hipotéticas, são apenas pensamentos, não são reais. São estratégias de defesa, como se fossemos capazes de antecipar algo. Mas, não somos!

Cada situação é uma circunstância absolutamente nova, nada do que sabemos pode nos proteger diante do novo desconhecido.

Queremos acreditar que, com nosso aprendizado, saberemos como proceder, imaginando que o que acontecerá será o mesmo que já aconteceu, mas isto é uma ilusão, nunca será.

As situações podem ser muito parecidas, mas são totalmente diferentes em essência, o que torna o aprendizado absolutamente inútil diante de uma novidade.

A vida nos provê de informação no exato momento em que necessitamos. Informação é algo que nunca se atrasa e nunca se adianta.

A vida sabe de nós, mas nós não sabemos nada da vida, apenas interpretamos o mundo baseado em falsas crenças que herdamos, não sabemos nem de quem.

Portanto, não há nada com que devamos preocupar-nos, não há nada que possamos “prevenir”.

Da mesma forma que não se pode “lutar” pela paz, não se pode prevenir de uma doença.

Muitos dirão “mas, e os exercícios físicos?”. Sabemos que existem pessoas que vivem mais de um século sem jamais ter se exercitado.

Outros podem argumentar “e os alimentos?”.  Aqui vale o mesmo, milhões de pessoas simplesmente ignoram a questão alimentar, comem o que acham que devem e o que podem e, ainda assim, alcançam a longevidade.

Tudo se baseia em crenças

Sabemos que os excessos podem ser prejudiciais, mas isto também são crenças. Conhecemos histórias de pessoas que fumam e bebem álcool por toda vida e chegam a idades centenárias.

Obviamente, neste momento, alguns poderão argumentar “é a genética!”. Pois não é! Somos todos humanos, compartilhando a mesma forma de desenvolvimento. As leis biológicas que funcionam para uns devem funcionar para todos. As moléculas de DNA não escolhem alguns para maltratar e outros para beneficiar.

Não somos seres físicos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência física.

A doença não pode estar no corpo, porque o corpo é um vácuo atômico, portanto não podemos defender o corpo com métodos preventivos. O que adoece é a mente e, justamente por isto, só neste nível pode haver a cura.

Manifestando coerência entre o que pensamos, falamos e fazemos, e sendo capazes de representar a paz onde quer que estejamos, podemos colocar a mente para trabalhar na polaridade positiva, repercutindo metaforicamente na matéria que chamamos de corpo.

Podemos gozar de saúde perfeita sem nenhuma necessidade de prevenção, simplesmente escolhendo não baixar na praça de guerra em que transformamos nosso mundo. Tiros, bombas e flechas de julgamentos, condenações, críticas, fofocas, juízos de valor sem consciência da verdade, interpretações distorcidas e condicionadas pelo medo, entre outras coisas.

Se alguém quer, de fato, prevenir-se de doenças, deve agir neste mundo sabendo que tudo que colocamos para fora volta para nós. É uma Lei Universal de ressonância que nunca falha. Condenou, será condenado, e isto não representa nenhum castigo divino ou a ira de um Deus zangado com seus filhos sagrados. São nossas escolhas entre representar a paz ou a guerra. Estamos determinando de forma inconsciente aquilo que receberemos a cada instante. Desta forma, uma maneira de pagar as condenações que fazemos é com enfermidades.

OBS: O Gerenciamento BioEmocional é um método que investiga as origens emocionais dos conflitos que experimentamos durante a vida, sejam eles manifestados através de sintomas físicos ou não. Não encorajamos nenhuma pessoa a desistir de orientações ou tratamentos médicos.

Sem Comentários

Postar Comentário